CONEXÕES
QUE INSPIRAM

Na ISA, buscamos criar valor sustentável por meio de conexões estratégicas com startups que estejam gerando um impacto significativo no setor de energia elétrica. 

CONEXÕES
QUE INSPIRAM

Na ISA, buscamos criar valor sustentável por meio de conexões estratégicas com startups que estejam gerando um impacto significativo no setor de energia elétrica. 

Desafios de inovação

Metodologias para modelar os serviços de armazenamento em grande escala.

Monitoramento de deslizamentos em infraestrutura de transmissão.

Segurança e eficiência na construção de torres de transmissão.

Otimização da identificação e caraterização da vegetação para o projeto de linhas de transmissão.

Detecção eficaz de vazamento SF6.

Conectamos países fazendo de cada conexão um ato inspirador

Operação em 6 países da América do Sul e Central

Mais de 72.121 km de circuito e 139.620 MVA de transformação, o que equivale a dar uma volta e meia no planeta.

Temos mais de
51 empresas.

Conectamos países fazendo de cada conexão um ato inspirador

Operação em 6 países da América do Sul e Central

Mais de 72.121 km de circuito e 139.620 MVA de transformação, o que equivale a dar uma volta e meia no planeta.

Temos mais de
51 empresas.

Sobre o programa

Nosso programa de inovação aberta busca promover o alcance dos objetivos da ISA e de suas empresas para responder aos grandes desafios que o mundo nos coloca. Buscamos soluções que contemplem os desafios relacionados à transição energética dentro do negócio de transmissão de energia para o desenvolvimento de redes elétricas do futuro e soluções de valor diferenciadas para o setor.

Na ISA, estamos abertos a cocriar e colaborar com diferentes atores para impulsionar a inovação e gerar conexões para as futuras gerações. Para saber mais sobre a ISA, clique aqui. 

Termos de referência

Benefícios do programa

benefício1

Soluções de Impacto

prestação 2

Acompanhamento técnico

lucro 3

Mentorias de alto valor

lucro 4

Escala da solução

Implementar soluções para os desafios do setor elétrico na infraestrutura da ISA e de suas empresas.

Trabalhar em conjunto com especialistas do setor na validação da solução.

Fortalecer o modelo de negócio com o apoio da rede de mentores Endeavor e Estratek.

Possibilidade de escalar a solução assim que a  hipótese de impacto for validada.

Requisitos de participação

Mínimo de dois (2) anos de registo em qualquer país.

Ter uma solução inovadora que resolva um dos desafios da ISA.

Ter uma equipa interdisciplinar com experiência em design, marketing, desenvolvimento técnico e comercial.

Demonstrar um volume de negócios anual igual ou superior a 300 000 USD resultante da comercialização dos seus produtos ou serviços.

Acompanhamento acompanhamento:

Trabalhe com especialistas do sector para validar a sua solução.

Valor elevado mentoria:

Reforçar o modelo de negócio com o apoio da rede de mentores da Endeavor e da Estratek.

Soluções com impacto:

Implementar
solução para o desafio na infraestrutura da ISA e das suas empresas.

Escala a sua solução:

Permitir que a solução seja ampliada quando a hipótese de impacto tiver sido validada.

Requisitos para a participação em

Mínimo de dois (2) anos de registo em qualquer país.

Ter uma solução inovadora que resolva um dos desafios da ISA.

Ter uma equipa interdisciplinar com experiência em design, marketing, desenvolvimento técnico e comercial.

Demonstrar um volume de negócios anual igual ou superior a 300 000 USD resultante da comercialização dos seus produtos ou serviços.

Cronograma

Etapa

Data

Descrição

Scouting

Até 10 de março de 2024

Busca ativa de startups que tenham soluções para os desafios propostos.

Filtro 1

março de 2024

Revisão dos requisitos mínimos de qualificação.

Filtro 2

março de 2024

Avaliação de modelo de negócio, solução e equipe empreendedora.

Bootcamp

abril de 2024

Apresentação e avaliação da proposta perante um painel de especialistas.

Formalização

julho de 2024

Assinatura de convênios com as startups selecionadas para o desenvolvimento de pilotos para validação da solução.

Pilotos

agosto a novembro de 2024

Implementação de soluções pelas equipes técnicas da ISA.

Encerramento

novembro de 2024

Avaliação dos resultados obtidos e definição de relacionamentos de longo prazo.

Cronograma

Data

Etapa

21 de novembro - 16 de fevereiro

Scouting

Busca ativa de startups que tenham soluções para os desafios propostos.

19 Fev - 28 Fev

Filtro 1

Revisão dos requisitos mínimos requisitos.

28 de fevereiro - 28 de março

Filtro 2

Avaliação do modelo de negócio, da solução modelo de negócio, solução e empreendedor

12 Mar - 22 Mar

Bootcamp

Apresentação e avaliação da proposta perante um painel de painel de peritos.

1 de abril - 30 de maio

Formalização

Implementação de soluções pelas equipas técnicas do ISA equipas técnicas da ISA.

21 Out - 15 Out

Encerramento

Avaliação dos resultados obtidos resultados obtidos e definição de relações a longo prazo.

Perguntas frequentes

Somos uma empresa multilatina, reconhecida pela excelência de nossas operações nos negócios de energia elétrica, vias e telecomunicações e TIC, com presença em 6 países da América do Sul e Central. Para saber mais sobre a ISA clique aqui.

Os programas da Venture Client são a aposta para comprar os produtos ou serviços de uma startup, integrando a solução da startup com as necessidades e desafios do  corporativo, permitindo a ambos aproveitar as inovações de produtos, processos e modelos de comerciais, obter informações estratégicas sobre novas tecnologias e se beneficiar das vantagens da customização, entre outras coisas.

Venture Client ISA é o programa que busca criar valor sustentável por meio de conexões estratégicas com startups que estejam causando um impacto significativo no setor de energia elétrica.

Serão assinados convênios com as startups selecionadas para o desenvolvimento de pilotos que permitam que a solução seja validada pelas equipes técnicas da ISA.

De acordo com os resultados obtidos, serão exploradas alternativas para trabalhos futuros entre a ISA e as startups, seja como potenciais fornecedores para escalar suas soluções para a infraestrutura da ISA, seja por meio de parcerias estratégicas.

As startups que quiserem se inscrever no programa devem estar estabelecidas em qualquer país há dois anos, ter uma solução inovadora (produto e/ou serviço) que faça parte de um dos desafios da ISA e ter uma equipe de trabalho de pelo menos 10 pessoas com diferentes funções, com experiência técnica em design, marketing,   desenvolvimento técnico e de negócios. Confira todos os requisitos no termo de referência da convocatória.

Neste programa de inovação aberta a ISA participa como entidade organizadora, a Estratek e a Endeavor como manager partners e a Opino como aliada.

O programa será desenvolvido em inglês e espanhol.

As startups podem ser inscritas entre 21 de novembro de 2023 a 16 de fevereiro de 2024 clicando aqui.

As startups podem estar localizadas em qualquer geografia.

O programa não contempla Investimentos de equity para a startup. Serão fornecidos recursos para o acompanhamento, cocriação e despesas necessárias para a exploração e projeto do protótipo.

O Programa será desenvolvido virtualmente, por meio de plataformas de comunicação (dentre elas: Teams, Google Meet, Zoom, entre outras), que serão previamente definidas pela ISA. E teremos atividades presencialmente nas implementação de atividades pilotos que exijama aprovação prévia do Comitê de Programa.

Sim, podem ser apresentados, uma vez que o número é preferível mas não exclusivo, e o que é mais relevante é a proposta de valor que oferecem para a solução do desafio.

Entre em contato conosco

Preencha este formulário de pré-inscrição se tiver alguma questão ou se estiver interessado em ser contactado pela equipa de clientes da ISA Venture para resolver uma questão relacionada com a inscrição ou com o programa.

Entre em contato conosco

Como modelar sistemas de armazenamento em larga escala na rede para identificar adequadamente os benefícios técnicos e econômicos para os consumidores de energia elétrica?

Queremos explorar metodologias no mercado que permitam:

  1. Identificar pontos na rede onde há oportunidade de implementar soluções de armazenamento de energia.
  2. Determinar a capacidade que a solução de armazenamento teria naquele ponto (tamanho e configuração), os serviços e benefícios oferecidos ao sistema, os elementos normativos e as condições de mercado a serem consideradas.


Estas metodologias devem nos ajudar a:

  • Melhorar a eficácia na identificação de oportunidades para soluções de armazenamento em larga escala.
  • Possibilitar a definição da possível remuneração dos serviços.
  • Avaliar de forma abrangente os modelos de negócio aplicável.
  • Minimizar a incerteza sobre a relevância dos serviços e dos modelos de negócio associados.
  • Apresentar sistemas de armazenamento de energia como alternativa, sendo competitivos com outras soluções tecnológicas de flexibilidade.

Como gerenciar efetivamente os riscos físicos decorrentes da variabilidade climática, as características topográficas e outros fatores externos, especificamente deslizamentos de terra que ameaçam a resiliência das linhas de transmissão da ISA?

A infraestrutura de transmissão elétrica da ISA enfrenta riscos críticos, especialmente em áreas propensas a deslizamentos de terra. Riscos que aumentamdevido aos pelo efeitos das mudançasclimáticas, as condições topográficas desafiadoras em áreas onde a infraestrutura precisa ser construída, além disso, também impactam a infraestrutura os  fatores externos que durante o passar dos anos, modificam as condições do solo.


Para garantir a resiliência da nossa infraestrutura, é essencial abordar esses riscos implementando sistemas avançados de monitoramento, modelos preditivos e estratégias de adaptação. O objetivo não é apenas identificar e avaliar regularmente as ameaças climáticas, mas também antecipar e gerenciar proativamente os impactos para garantir a confiabilidade contínua de nosso sistema de transmissão elétrica diante dos desafios climáticos que estão sob constante mudança.


Esses deslizamentos representam uma ameaça significativa à estabilidade de nossas torres e linhas de transmissão, pois eventos climáticos extremos, como chuvas intensas, podem aumentar a frequência e a intensidade dessas ocorrências. Outros fatores causados por intervenções no solo por atores adjacentes às linhas de transmissão também aumentam o risco de eventos de alto impacto.


São esperadas estratégias de identificação, monitoramento, sistemas, dispositivos e outras soluções tecnológicas.

Como garantir a segurança na construção de torres de transmissão em áreas geográficas de difícil acesso por meio de soluções tecnológicas portáteis e escaláveis que otimizam a eficiência no processo de montagem de estruturas?

A ISA, em seu modelo geográfico de operação na América Latina, enfrenta desafios significativos na construção da infraestrutura elétrica, devido às restrições ambientais e fatores topográficos e climáticos que agregam complexidade na logística e na técnica para construção e operação de projetos.


O processo de içamento de cargas (*.1) durante a construção, operação e manutenção de infraestrutura elétrica em áreas montanhosas e de difícil acesso, acarreta riscos à segurança dos trabalhadores, refletidos em acidentes e perdas de material, que por sua vez podem causar atrasos em projetos e atividades em geral, colocando em risco a vida das pessoas.


Estamos buscando soluções que incluam novos métodos para a montagem de torres de transmissão em áreas de difícil acesso que sejam mais seguras do que os métodos tradicionais, ou tecnologias que sejam integradas às ferramentas existentes para melhorar seu desempenho.


(*.1) O içamento de cargas inclui estrutura, ferramentas e equipamentos.

Como reduzir a incerteza na identificação e caracterização da projeção de altura da vegetação (em áreas restritivas), considerando diversos microclimas e ecossistemas, de forma rápida e econômica, o que permite que os projetos sejam gerenciados desde a fase de estruturação e ao longo do ciclo de vida dos ativos?

O projeto de linhas de transmissão enfrenta desafios consideráveis em áreas ambientais protegidas, como florestas próximas a bacias hidrográficas, onde as regulamentações ambientais proíbem a intervenção da vegetação.

A estruturação , a identificação e caracterização da vegetação tropical leva tempo e gera incerteza na estimativa para construção das alturas para as torres. As breves visitas em campo, juntamente com medições em pontos selecionados e dados secundários, são usados para projetar o crescimento da vegetação. No entanto, as variações na vegetação, por múltiplos motivos, impõem desafios na projeção de alturas das torres, o que leva a ajustes nas licitações e possíveis modificações de licenças, gerando custos adicionais na etapa de execução e operação das linhas de transmissão.

Como prever ou detectar precocemente vazamentos de SF6 na infraestrutura elétrica da ISA, em instalações internas e externas?

O gás SF6 é incolor e inodoro, sendo amplamente utilizado no setor elétrico devido à sua capacidade de isolamento elétrico e extinção de arco, o que o torna um componente fundamental no projeto de interruptores e de subestações autônomas que ocupam menos espaço. No entanto, o SF6 é um gás de efeito estufa com alto GWP (Potencial de Aquecimento Global). O atual processo de monitoramento de SF6 na ISA é feito através da medição da pressão nos recipientes de gás, este método não permite a detecção precoce, pois envia alarmes uma vez que uma quantidade considerável de gás foi perdida. Essa situação, agravada pelo aumento do uso do SF6, contribui significativamente para o impacto ambiental, apesar dos esforços para manter os vazamentos abaixo de 0,5% ao ano. A ISA implementou ações de detecção indireta da perda de SF6 com a medição da densidade de gás nas câmaras, no entanto, há muito mais variáveis operacionais envolvidas, o que dificulta a capacidade de prever ou detectar vazamentos de SF6 de forma precoce e precisa, impactando negativamente o cumprimento das metas de redução de emissões de CO2 da ISA.


Essa solução deve garantir o efetivo cumprimento dos objetivos estratégicos de redução das emissões de CO2 e minimizar o impacto desse gás por meio do uso de tecnologias inovadoras para monitoramento constante, inteligente, eficaz e de baixo custo.